Voz secou

As longas conversas secaram
Feito rios esperando a chuva
Minguando esperançosos
No leito sobrou silêncio
Na margem solidão
Garganta secou
Boca cerrou
Desertou
Arenou
Calou
E só
.
(GeraldoCunha/2018)

Anúncios

20 comentários sobre “Voz secou

  1. Obrigado Dulce! Este poema estava guardado há algum tempo. Retrata uma fase de minha vida em que tentava entender a solidão que está em todos nós! Na escrita encontrei a companhia, os amigos e esta compreensão! Gratidão! Feliz 2019!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s