Selfie (Poema Curto)

De tanto só tirar selfie
Eu me apaixonei por mim
O tanto quanto esqueci de quem estava ali
Eu me desocupei dos lugares
Até do abismo em que fui cair
Eu me deixei levar pela necessidade
Por quem nem estava por ali
Eu não me aproveitei do momento
Preocupado com melhor filtro a inserir

(GeraldoCunha/2019)

Eu vim aqui para confundir (Poema Curto)


estou também no Instagram @divagacoesgcc.geraldocunha

Eu não vim aqui para explicar,
Se parece que estou fazendo tudo igual…
Não se engane!
O meu igual é sempre diferente.
Não se assuste!
O bom é subverter a ordem,
Parecendo ser óbvio,
Mas não ser.
Cuidado!
As palavras mudam de lugar,
Mas o seu significado não!
Eu vim aqui para confundir.

*inspiração Chacrinha

(GeraldoCunha/2019)

Story


Minha vida virtual
Dura 24 horas
Tem prazo de validade!

É o tempo de nascer
Em minutos crescer
Já para no instante
23:59:59…tic! tac!
Morrer!

É o tempo de espiar
Comigo se emocionar
Já para no instante
00:01:26…clap! clap!
Ignorar!

Minha vida virtual
Dura segundos
Tem o tempo do flash!

Olhou!
Piscou!
Passou…
Foi só vertigem.

(GeraldoCunha/2019)

Poema Virginiano

Poema virginiano:
Escondo minha tristeza.
Empresto minhas lágrimas.
Abraço o amigo triste.
Tão forte, forte para que se sinta acolhido.
É um não querer mais largar.
Só não imaginei que o sufocaria!
(Serie Bom Humor)

SEM INDIRETAS – 12

SEM INDIRETAS