Abraço mineiro


O abraço mineiro
Tem gosto de café com pão de queijo.
Acredite…
Há quem recuse café;
Há quem recuse pão de queijo.
Já aviso que é caso de se ‘ofendê’.
Só nunca vi alguém ‘recusá’ um longo abraço mineiro.

O abraço mineiro
Tem jeitinho de pode se ‘achegá’.
É aconchego no frio.
É refresco no calor.
E aí de quem se ‘recusá’!
É desfeita que não se há de ‘perduá’.
Não que eu tenha visto alguém ‘refugá’!

(GeraldoCunha/2019) (‘…’ linguagem coloquial – minerês)

Anúncios

Cheiro e sabor / Ciclos da vida

(este poema é absolutamente pessoal – talvez alguém se identifique)

Tem música com sabor.
Arroz com carne moída,
Fins de tarde em família,
Recordações da infância,
Sítio do Picapau Amarelo!

Tem música com cheiro.
Perfume do primeiro amor,
Amizades incondicionais,
Lembranças da adolescência,
Roda de violão e coca-cola!

Tem música com sabor.
Pão de queijo com linguiça,
Café que acabou de ser coado,
Memórias da juventude,
RPM tocando na vitrola!

Tem música com cheiro.
Flor dama da noite,
Jardim da faculdade,
Reminiscência da mais idade.
Pipoca doce de saquinho!

(GeraldoCunha/2019)

Mãos de afeto


Toque suave nos cabelos
Negros fios a tocar a pele
Seda a escorrer entre os dedos
Cuidado nos prazeres

Mãos de afeto a deslizarem
Envolvendo de amor a face
Calor perfumado que protege
Percorrendo os sentidos

Toque preciso das mãos
Envolvendo a massa
Adoçando os paladares
Servindo aos sabores

Mãos tocadas em oração
Professando a fé
Suplicando uma graça
Agradecendo por devoção

(GeraldoCunha/2019)

Encaixe


Encaixe e me enrosque
Enrosque e me aperte
Aperte e não me largue
E
     X
            P
                   I
                         R
                               A
                                    Ç
                                         Ã
                                              O
Largue mas não desgrude
Desgrude só não afrouxe
Afrouxe e de novo encaixe
                                                 I
                                           N
                                      S
                                 P
                             I
                      R
                 A
           Ç
     Ã
O
Encaixe e me lambuza
Lambuza e me sufoque
Sufoque de tantos beijos
R
    E
          P
                E
                      T
                           I
                                Ç
                                      Ã
                                          O
Encaixe e me enrosque
Enrosque e me aperte
Aperte e não me largue

(GeraldoCunha/2019)

Reflexo


Gosto desta imagem aí do espelho.
Jovem! brincando com suas rugas.
Vaidosa! se escondendo dos cabelos brancos.
Atrevida! meio a caras e bocas.
Dissimulada! escondendo partes.
Envergonhada! disfarçando os medos.

Este reflexo que observa
E no silêncio, mudo diz tanto do que reflete.
Este reflexo que se observa
Não pela perspectiva do outro,
Mas do que propriamente construiu.

Gosto deste reflexo aí do espelho.
Revelador das cicatrizes disfarçadas.
Desnudo das inibições cotidianas.
Observador nos detalhes mínimos.
Honesto na medida exata.
Denunciador mesmo do tempo.

Esta imagem às vezes distorcida.
São os percalços da vida…inevitáveis.
Esta imagem às vezes embaçada.
São as angústias da alma…inquietudes.
Este Eu que se esconde e se mostra!

(GeraldoCunha/2019)

Meu olhar


(Em dezembro/2016 publiquei IMPURO E VIRTUOSO)///…
Se olho para trás é para aprender com meus erros e me alegrar pelos meus acertos,
Meu trunfo é esta história que escrevi,
Com tantos rabiscos, páginas rasuradas e reticências.
Em meu olhar o reflexo de quem sou!

Se olho para o lado é para saber com quem ando e escolher a quem dar a mão.
Meu maior orgulho é ter feito escolhas certas entre tantos equívocos,
Sem que nunca me tivesse faltado uma palavra de apoio.
Em meu olhar o espelho das minhas escolhas!

Se olho para a frente é para não perder o foco e ter um motivo para não querer voltar.
Não dá para insistir em voltar as páginas da vida,
Pois quando uma mão se perde no caminho outra logo se estende.
Em meu olhar a imagem do que construí!

(GeraldoCunha/2018)

Um amor


(Gostou? veja também A canção)///.

Um
Amor
Guardado

Para
Não
Ser
Revelado

Um
Amor
Engavetado

Para
Não
Ser
Encorajado

Um
Amor
Trancado

Para
Não
Ser
Invadido

Um
Amor
Escondido

Para
Não
Ser
Desafiado

Um
Amor
Desolado

Para
Não
Ser
Correspondido

Um
Amor
Que
Precisa
Ser
Compartilhado

(GeraldoCunha/2018)