Lágrimas derramadas

As lágrimas que escorrem calmamente,
São como nascentes que vão secando,
São como rios que vão morrendo,
São como oceanos que vão se retraindo.
Escorrem até não mais!

As lágrimas que umedecem meu rosto,
São como orvalho em manhãs de frio,
São como cristais que revelam emoções,
São como brisa soprando a beira-mar.
Umedecem sem explicação!

As lágrimas que molham a fronha,
São como vento que corta a face,
São como gelo que derrete ao sol,
São como faca que perfura a alma.
Molham rejeitando acolhimento!

As lágrimas que encharcam o travesseiro,
São como gotas de chuva formando poças,
São como lagos que transbordam nas cheias,
São como enchentes de sentimentos.
Derramam absurdas sem qualquer razão!

GeraldoCunha

2 comentários sobre “Lágrimas derramadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s