Série Visitando 2016 (tudo começou assim…)

A M I G O

Perto ou longe, sinto-me acarinhado pelos amigos, por seus gestos simples, às vezes nem por eles percebidos; por seus cuidados bobos, que em tom de galhardia, ofertam aconchego; aquele colo invisível, que fingimos negar querer, mas que lá no íntimo é o que todos nós queremos.

F E L I C I D A D E

Vou ali no mercadinho comprar felicidade e estou levando como moeda de troca meu sorriso.

L A Ç O S

Agora só me resta deixar estes cacos de vida e seguir adiante para tentar encontrar um espaço, pois eu já me encontrei .
Este vazio e está solidão são demonstrações de laços desatados, dando espaço para que outros sejam atados.

(GeraldoCunha)

5 comentários sobre “Série Visitando 2016 (tudo começou assim…)

    • O poema laços diz tudo não é Fernando?. E você arrematou com “laços foram se entrelaçando” em novas formas de amizade. Revisitar os poemas do início do blog é uma viagem interna, um outro eu que não este construído a partir destas novas experiências: escrever, ler e compartilhar os sentimentos. Não podia deixar esquecido este começo, daí a necessidade desta série. Os poemas estão escritos exatamente como foram originalmente pensados, sem ceder à tentação de fazer uma correção ou alteração. Forte abraço e obrigado!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Eliana Cunha Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s