Hábito

Minhas palavras são onde habito.
Meu hábito provocativo.
O hálito da minha mente.
O hiato das minhas ideias.
Entrelaçamento!

Minhas palavras são como vestes.
Meu hábito religioso,
Do qual me dispo,
Trocando de pele.
Arrebatamento!

Minhas palavras são meu escudo.
Meu hábito de guerra,
Na luta que se trava
É arma e proteção.
Atrevimento!

Minha palavra é meu habeas data.
O livre acesso aos meus hábitos.
Meu habeas corpus.
Um salvo conduto da vida prisão.
Livramento!

(GeraldoCunha/2019)

Foto Inhotim.