Estranheza


Gosto da estranheza dos teus gestos:
– desajeitados, esbarrando nas sombras.
– estabanados, derrubando os trecos.
Gosto é do atropelo dos sentimentos:
– amor desmentido.
– paixão avassaladora.
Gosto mais ainda dos afetos:
– descontrolados, na medida certa.
– desavisados, na hora necessária.
Gosto desta estranheza que somos:
– provocativa, igualando as diferenças.
– incomodativa, chamando à atenção.

(GeraldoCunha/2019)