Frustração

Platonicamente me apaixono.
Não pela beleza,
Mas por sua falsa gentileza.
Você, sem perceber, me dá vida.
Mas não é a vida que mereço!
Mesmo frustrado eu insisto.
Eu acredito na sua mentira,
Só para ter você por perto.
Sua brincadeira me diverte!
Não sei qual sua intenção,
Mas enche-me de esperança,
Algo que poderia ser verdadeiro,
Que logo se esvaindo míngua,
Já que a realidade demonstra o contrário.
Digo não! pondo fim a muitos sins ditos em vão.

(GeraldoCunha/2019)