Categorias
Poesia

Confusão

Não quero ser entrave
Quero ser encaixe
Romance sem patifaria
Não quero deixar de gostar
Só por não estar por perto
O que quero é compromisso
Um pouco de amor na imensidão
Um mar
Tudo imensidão
Um deserto
Tudo imersão
O que não pode faltar
O amor
A paixão
Não dá para ser feliz na solidão
Os quadros vazios na parede
A bagunça da minha cabeça
Não dá para viver na solidão
É melhor deixar para que seja
Companhia na morte
Quando partir não é mais opção
E se vai sozinho
Sem nada
Sem ninguém

(GeraldoCunha/2019)

Por Divagações.GeraldoCunha

Escrevo. A escrita me liberta. Sei que serei lido, por alguns ou por muitos, ainda que não seja compreendido por todos, mas isso não é o mais importante. Ao escrever deposito nas letras minhas alegrias, tristezas e me liberto dos sentimentos que povoam minha mente, dando espaço para outros ocuparem esse lugar. Assim vou vivendo. Às vezes escravo de meus pensamentos, às vezes liberto.

Uma resposta em “Confusão”

A vida humana, para nascer, vem de outra (s) vida (s)… para viver dependem de outra (s) vida (s), mas, para morrer… morre-se só… Eis o encontro consigo mesmo que, sem perceber, buscamos enquanto vivemos….

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s