Indiretas (insanidades)


Não gosto das indiretas,
quase sempre acho que são para mim
e gasto horas tentando interpretar
e me encaixar no perfil descrito.

Quando não isso,
outras horas tantas
gasto tentando adivinhar
para quem foram direcionadas
ou qual a circunstância que levou a isso.

É sempre um fardo para mim,
pois aflora uma fraqueza que tento não ter,
mas que tenho e por não conseguir não tê-la,
escondo bem lá no fundo do meu ser.

Aí vem a indireta lançada a quatro ventos,
com endereço certo,
por certo não para mim,
e eu divido com este não sei quem
a dúvida e a certeza da insatisfação do outro.

Pelo menos neste ponto sou um ser solidário.
Fosse eu egoista,
deixava para o outro
a certeza da indireta.

(GeraldoCunha/2016)

3 comentários sobre “Indiretas (insanidades)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s