Alma inquieta (Poema curto)


Sou alma inquieta
Presa nestas carnes
A ponto de implodir
Sufocando os versos
Engolindo a saliva
Secando o grito
Nesta inquietude
(GeraldoCunha/2019)

9 comentários sobre “Alma inquieta (Poema curto)

    • Olá…e está inquietude é o que nos define. Obrigado pelas palavras que capitulam com precisão este poema curto. Ahhh estive ausente uns dias por aqui, como está? Notícias boas para nós? Forte abraço!

      Curtir

      • oi, Geraldo, gosto muito dos teus poemas, e gosto muito de mergulhar na escrita. a essencialidade do texto é sempre provocadora e instiga a isso. e o fazes com maestria. bom, estou nos exames de revisão e em breve terei notícias. estou bem, levando uma vida normal dentro dos limites, e muito disposto. muito obrigado, e receba outro abraço.

        Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta para dulcedelgado Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s