Série Poema Curto: Mordaça

Os ouvidos estão surdos
Para as palavras que clamam!
A boca só, murmura silêncio.
Arrancaram-me a língua!
Amordaçaram minha voz!

(GeraldoCunha/2019)