Tempo do esquecimento


A falta de tempo é desculpa.
O relógio encurta as horas,
Vinte e quatro horas são doze,
Doze horas são nada.
E a sobra do tempo
Escondida debaixo do tapete!

É quando dizer saudade não basta.
É quando amor vira obrigação.
É quando estar já não é opção.

Quando já não faz falta,
O atropelo do dia é resposta,
Dias viram semanas,
Semanas correm aos meses.
O calendário se risca sozinho
E os anos trazem esquecimento!

(GeraldoCunha/2019)