Ilhado – reeditado

Preso em meus pensamentos,
Escravo dos meus medos,
Ilhado sem ter para aonde ir.

Fixado em ideias torpes,
Perdido em mundo de angústias,
Ilhado sem ter para quem ir.

Prisioneiro sem grades,
Escravizado sem grilhões,
Ilhado em meio à multidão.

Para se libertar
o primeiro passo
é entender
o que te aprisiona

(GeraldoCunha/2017)

Anúncios