Deixa-me partir


(Gostou? veja também Poema furtado)///…
Amarra-me os pés ao chão,
Se não me queres a voar,
Minhas asas insistem no bater.
Se me queres preso eu quero é voar!

Ata-me as mãos às costas,
Se não me queres soltar,
Meus punhos insistem no recusar.
Se me tens amarrado eu quero é libertar!

Cega-me os olhos à venda,
Se não me queres a enxergar,
Minhas vistas insistem no olhar.
Se me queres cego eu quero é sonhar!

Cala-me a boca à mordaça,
Se não me queres a contestar,
Minhas palavras insistem no escapar.
Se me queres mudo eu quero é cantar!

(GeraldoCunha/2018)

Anúncios

4 comentários sobre “Deixa-me partir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s