Caminhos – reeditado


Gostou? veja também Já não sei eu só)///.
Quis uma razão para voltar
E encontrar você novamente,
Mas não encontrei.
Há caminho que não tem volta
E não há razão que modifique.

Vou encontrar outro você,
Que por um tempo me acompanhará
Na direção que sigo.
A distância a percorrer
Só o tempo definirá.

Longo ou curto o trajeto,
Seremos companhia,
Alegria, tristeza e superação,
Até o momento e a necessidade
De tomarmos rumos diferentes.

Assim é na vida e nas amizades,
Às vezes é preciso parar
Para deixar o outro seguir,
Às vezes é preciso seguir
Deixando o outro para trás.

Para este desapego
A saudade e as lembranças.
Gostar é não ter o sentimento de posse
É praticar a liberdade sua e do outro
É deixar partir quando não há razão para ficar.

(originalmente GeraldoCunha/2016)