Solte-me as asas


(Gostou? veja também É tudo que quero)///.
Despregue-me os pés do chão,
Preciso andar,
Mesmo sem sair do lugar,
Dê-me asas.

Solte-me as asas mal coladas,
Preciso voar,
Mesmo se tem perigo a rondar,
Mostre-me as mãos.

Desata-me as mãos que tremem,
Preciso lutar,
Mesmo se o pódio não alcançar,
Liberte-me da opressão.

(GeraldoCunha/2018)