Divagação 74

A cada poema escrito me dispo e desnudo vou revelando minhas verdades, disfarçando minhas mentiras, confessando meus medos, penitenciando meus erros, vangloriando minhas virtudes e na transparência das palavras me visto de quem verdadeiramente sou.

(GeraldoCunha/2018)