Os fantasmas dos meus erros


(Gostou? veja também Zero hora)…
Os fantasmas me perseguem
São meus erros assombrando
São minhas culpas visitando
São meus medos hipnotizando

Os meus erros me atormentam
São meus fantasmas internos
São minhas culpas quase reveladas
São meus medos diante do inesperado

As minhas culpas me martirizam
São meus medos me contendo
São meus fantasmas me diminuindo
São meus erros me denunciando

Os meus medos me atropelam
São meus erros me crucificando
São minhas culpas me alucinando
São meus fantasmas me apontando

…inspirado no poema/música ‘Quem me leva os meus fantasmas’ de Pedro Abrunhosa 

(GeraldoCunha/2018)

14 comentários sobre “Os fantasmas dos meus erros

    • Penso que “as culpas” nos consome quando permitimos que ela guie nossas vidas. Todos cometemos erros e sentimos culpa por isso, mas é preciso aprender com eles (clichê eu sei rsrs). O que faço? Me permito uns instantes de autoflagelação e depois, como dizemos – bola pra frente. Vida que segue! Abraço! Grato!

      Curtir

    • Obrigado, mais uma vez. Você sempre me prestigiando e com excelentes apontamentos, não poderia ter descrito melhor “somos a arte-final dos rascunhos que decidimos fazer”, excelente! Só esta frase já é, por si só, um poema.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s