Olho mágico – uma modinha


(Gostou? veja também Porta-retratos de abril/2017)…
Um dia vi a tristeza bater à porta.
Estava acompanhada do desânimo.
Bateu tantas vezes, insistiu, não abri.
Desistiu, foi embora, levou consigo o desânimo.
Não mais voltou, se voltasse, não abriria.

Um dia vi a felicidade bater à porta.
Estava acompanhada da empolgação.
Bateu tantas vezes, insistiu, não abri.
Pensou em ir embora, persistiu, abri.
Entrou, trouxe para dentro a empolgação.
Ficaram e não querem mais sair.

(GeraldoCunha/2018)