Verso e reverso


(Gostou? veja também: Crônica de um sujeito sem rumo)

Gosto do reverso.
De falar do bem, referindo-se ao mal.
Falar de beleza, pela beleza que é, é fácil!
Difícil é reafirmar o belo pelo olhar de quem só vê feiura.
Ver a alegria, através daquele que só quer sentir dor.
Gosto mesmo do verso, escrito pelo reverso.

Gosto do reverso.
Da escrita que choca, mas que só quer transmitir candura.
Palavras doces ou são fartas de rimas ou são poesias por si!
Difícil é fazer emocionar com palavras de rancor.
Pedem complementos, querem compaixão.
Gosto mesmo do verso, escrito pelo reverso.

Gosto do reverso.
Do lado oposto ao que se apresenta.
O óbvio já foi por tantos traduzido!
Difícil é o revés que esconde mistérios.
Sombra que assusta, até revelar sua face.
Gosto mesmo do verso, escrito pelo reverso.

(GeraldoCunha/2018)

10 comentários sobre “Verso e reverso

  1. Meu caro, a procura do outro lado, o verso deste verso que não é poema, dá-nos a capacidade de alimentar a curiosidade e explorar mundos novos. Por vezes o reverso é muito melhor que o lado visível. Conheço-me melhor quando me viro do avesso.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s