Já não sei… Eu só! (Reeditado)


Já sem esperança resolvi acreditar na vida!
Quando tudo ficou em silêncio pude perceber que estava só.
Já não sou mais necessário, não faço falta!
Se sou lembrado já não sei, ninguém me diz.
Ninguém ri daquela piada engraçada que conto.
Já não conto piadas, não tenho para quem contar.
Cruzo o tempo todo com pessoas estranhas,
Até quem eu pensava conhecer virou um estranho!
Hoje luto para sobreviver,
solitário no meio de tantas vozes, vivo!
(poema escrito em 2016)

3 comentários sobre “Já não sei… Eu só! (Reeditado)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s