Poema da indecisão 

Poema da indecisão

Quero tudo
Quero nada
Não sei se quero
Só sei que quero
Talvez vá
Pode ser que fique
Quero não querer

Tudo me sufoca
Nada me satisfaz
Quero não ser assim
Quero ser de outro modo
Vá que talvez eu siga
Fique para não ter que ir
Querer e não saber o porquê

(GeraldoCunha/2017)