Andei sumido

Andei sumido.
Não me enxergava no espelho.
Minha voz não ecoava.
Vaguei por lugares que não existiam.
Andei sumido.
Afastado de mim mesmo.
Fui ao encontro do nada.
Nada encontrei.
Andei sumido.
Sem saber voltar, permaneci.
Estático, tento novamente me avistar.
Com esforço, vejo uma mancha no espelho.
(GeraldoCunha/2017)