Amigos Escritores

-I-

Aos sábados pela manhã,
como ritual para me despertar,
inspiro-me lendo os textos de meu amigos escritores.

-II-

São amigos, embora não os conheça pessoalmente, conheço a alma
mas que parece já caminham comigo por longo tempo.
E não poderia ser diferente,
pois neste trajeto dividem comigo os seus pensamentos mais profundos.

-III-

Aos domingos, inspirado por tantos pensamentos,
arvoro e tomo a escrever,
sempre na companhia apenas de uma boa xícara de café, um papel e uma caneta.


-IV-

Feito doido, tresloucado, não quero deixar escapar um só pensamento;
uma frase que estava ali, no papel, esperando para ser utilizada;
ou aquela palavra que me veio à mente e que em algum lugar precisa ser encaixada.
Pensando fazer algum sentido, atrevo-me a me mostrar.

-V-

A eles me revelo com sou.
Não tenho tantos medos ou receios de não ser compreendido.
Estou entre amigos.


-VI-

Cheio de energia, volto à minha rotina.
Feliz, esperando o próximo fim de semana, o próximo encontro.


(Gcc/2017)