Discurso de compreensão

Há um processo tímido de mudança, as pessoas discutem política, mesmo não entendendo muito do que se trata, estão mais curiosas. Isto é muito importante, pois os políticos devem refletir o pensamento daqueles que os escolheram (a palavra ‘elegeram’ foi substituída de propósito). O que é inadmissível é a intransigência de alguns, que por se acharem mais preparados ou letrados, ou por pura ignorância do saber, tentam com monólogos acalorados convencer os outros de suas opiniões, sem ao menos se permitir ouvir e mudar de opinião. Mais inadmissível ainda é o discurso de ódio, basta uma opinião contrária para se perder um amigo e ganhar um desafeto. É preciso haver um espaço para o debate, para o fazer entender. Não se pode desmerecer uma pessoa, desvalorizar o seu trabalho ou hostilizá-la simplesmente porque pensa diferente. Nenhuma opinião é mais importante que a outra se não passa por um debate legítimo, onde respeito é palavra de ordem. Neste processo de mudança de pensamento político, ganha-se muito, perde-se alguma coisa e aprende-se muito. (Gcc/2016)

Fone de ouvidos

Fone de ouvidos: a forma mais egoísta e democrática de viver em coletividade.
(GeraldoCunha/2016)

Divagação 29

A melhor maneira que temos de demonstrar que somos fortes é reconhecendo e compreendendo nossas fraquezas. É o ponto de partida para a mudança de atitudes. (Gcc/2016)